Dúvidas Frequentes

Selecione abaixo o tipo da sua dúvida:

Dúvidas gerais sobre os cursos

  • O que é Pós-Graduação Lato Sensu?

    É um sistema de formação intelectual do segmento da educação continuada, destinado ao aprofundamento e ao aprimoramento dos conhecimentos acadêmicos e técnico-profissionais. Incluem-se na categoria de curso de especialização e os cursos designados como MBA (Master Business Administration) ou equivalentes.

  • Quando a pós-graduação lato sensu pode ser feita?

    Os cursos são abertos a candidatos diplomados em cursos de graduação ou demais cursos superiores e que atendam às exigências das instituições de ensino.

  • Qual a diferença entre o curso Lato Sensu e Stricto Sensu?

    Os programas de pós-graduação dividem-se em duas grandes vertentes:
    Os cursos Stricto Sensu são reconhecido pelo MEC e classificados pela CAPES, podendo ser em nível de Mestrado (duração média de 3 anos) ou Doutorado (duração média entre 3 e 5 anos), sempre com foco acadêmico e ênfase nas atividades de ensino e pesquisa. Dada sua elevada carga de trabalho, estes cursos costumam exigir dedicação exclusiva e são procurados principalmente por aqueles que têm como objetivo atuar em ensino e pesquisa.
    Lato Sensu é a designação genérica que se dá aos cursos de pós-graduação que não são avaliados pelo MEC e pela CAPES. Sua duração é entre um ano e meio a dois anos, são concebidos para serem cursados por pessoas que desempenhem outras atividades simultâneas. A titulação recebida é de especialista. Assim, pessoas com atuação nas mais diversas áreas optam por um curso lato sensu não só pela facilidade de cursá-lo enquanto prosseguem em sua atividade profissional, mas também porque tendem a ser mais focados na aplicabilidade prática dos conceitos, melhorando assim sua atuação.

  • Qual a diferença entre um curso de especialização Lato Sensu e um curso MBA?

    A discussão a respeito dos cursos de pós-graduação no Brasil foi documentada pela primeira vez no Parecer 977/65 do então Conselho Federal de Educação. Os cursos de pós-graduação Lato Sensu foram regulamentados pela Resolução CFE No 14/77 e destinavam-se à formação de professores para o magistério superior, constituindo-se em requisito mínimo desejável para esses profissionais. Os cursos MBA foram introduzidos no Brasil em 1985, seguindo o padrão dos EMBA (Executive Master of Business Administration) norte-americano. Até abril de 2001, os cursos MBA atendiam não ao ambiente acadêmico, mas sim a uma demanda do ambiente empresarial. Com a Resolução CNE No 1/2001, os cursos MBA passaram a ser regulamentados juntamente com os cursos de especialização Lato Sensu.
    Assim, as principais diferenças entre os cursos MBA e os cursos de especialização Lato Sensu são:
    a) Carga horária. Embora a legislação exija a mesma carga horária mínima de 360 horas, os cursos MBA geralmente apresentam uma carga horária superior a 400 horas.
    b) Foco. Os cursos MBA, além de observarem os aspectos técnicos, necessariamente têm foco nos aspectos estratégicos e na gestão de negócios.
    c) Demanda. Embora especialização lato sensu e MBA sejam regulamentados pela mesma legislação (Resolução CNE No 1/2007), a primeira está mais identificada com a área acadêmica e a segunda, mais demandada pelo mercado empresarial.

  • A quem se destina os cursos de MBA?

    Profissionais empreendedores e executivos que desejam ocupar cargos de direção e liderança, com capacidade de utilizar eficazmente ferramentas e técnicas para a tomada de decisão.

  • Qual a legislação vigente referente aos cursos lato sensu?

    Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu seguem a Resolução nº 1 de 8 de junho de 2007 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação CES/CNE - MEC.

  • Os cursos de pós-graduação e MBA são reconhecidos pelo MEC?

    Os cursos independem de autorização prévia, de reconhecimento e renovação de reconhecimento, porém deve atender rigorosamente a todas as exigências da Resolução CNE/CES nº 1, de 8 de junho de 2007.

  • Qual a validade dos certificados de conclusão de curso?

    Os certificados de conclusão de curso têm validade nacional, desde que obedeçam integralmente as exigências da resolução: CNE/CES 1/2007.

  • Tecnólogo pode cursar pós-graduação?

    Sim, os cursos tecnológicos classificam-se como de nível superior. Conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB, Art. 44, inciso III, cursos de pós-graduação (especialização, aperfeiçoamento, mestrado e doutorado) estão abertos a candidatos diplomados em curso graduação com carga horário superior a 1600 horas/aula.

  • Qual a diferença entre curso técnico e curso tecnológico?

    Cursos técnicos são programas de nível médio com o propósito de capacitar profissionalmente o aluno, proporcionando conhecimentos teóricos e práticos nas diversas atividades do setor produtivo, já os cursos tecnológicos classificam-se como de nível superior.

  • Os cursos superiores de tecnologia são de graduação?

    Conforme a Resolução CNE/CP 3, de 18 de dezembro de 2002 Art. 4º, os cursos superiores de tecnologia são de graduação, com características especiais, e obedecerão às diretrizes contidas no Parecer CNE/CES 436/2001 e conduzirão à obtenção de diploma de tecnólogo.

  • Qual a diferença entre os cursos de MBA, Master e Pós-Graduação?

    Os cursos de MBA e Master são diferenciados na nomenclatura, pois ambos são direcionados a "executivos" com cerca de 3 a 5 anos de experiência profissional relevante (de acordo com o curso), após a graduação, não incluindo a experiência como estagiário ou trainee. A FGV seleciona os candidatos com perfil mais adequado ao programa, considerando-se três aspectos: formação acadêmica, experiência profissional e cargo ocupado.

    O curso de Pós-Graduação é destinado a recém-formados, em qualquer área de atuação, que desejam empreender ou atuar na carreira executiva com segurança e garantida vantagem competitiva no mercado, além de profissionais que estejam retornando ao mercado de trabalho.

    O título final será igual para os três tipos de cursos (MBA, Master e Pós-Graduação): especialização a título lato-sensu.

  • Qual a diferença entre as unidades próprias e as unidades conveniadas da FGV?

    O Programa FGV Management seleciona uma Instituição Conveniada em cada cidade onde identifica demanda potencial para cursos de especialização.

    As Conveniadas do Programa FGV Management são instituições que atuam localmente com funções comerciais, de logística e operacionais, disponibilizando a estrutura para a realização das aulas, atendimento aos alunos, etc. A Fundação Getulio Vargas administra a realização e o controle acadêmico dos cursos oferecidos ao público, ou seja, a parte acadêmica (professores, conteúdo programático, material didático, etc.) é toda de responsabilidade da FGV. Ressaltamos, também, que o corpo docente, Mestres, Doutores e Especialistas, são os mesmo para toda a Rede Conveniada.

     

  • Posso pedir transferência entre unidades (inclusive Conveniadas) durante o curso e aproveitar créditos de matérias já cursadas?

    Sim. Para que seja feita a transferência entre unidades do FGV Management, a instituição de origem deverá preparar um formulário específico, informando o programa do curso em execução, as disciplinas cursadas pelo aluno, com notas, frequência e nomes de professores, e a situação financeira do aluno. O aluno irá efetuar a matrícula na instituição de destino e deverá arcar com as taxas e mensalidades em aberto referentes ao curso. Além disso, a instituição de origem deverá enviar a documentação do aluno à secretaria acadêmica da instituição de destino, mantendo cópia de todos os documentos em seus arquivos. O aluno deverá entrar com um pedido de equivalência de disciplinas para obter o aproveitamento dos créditos já cursados.

  • É possível pedir transferência de curso? Quais são os procedimentos?

    Sim. O aluno poderá solicitar a transferência de curso, desde que as seguintes condições sejam respeitas: deverá existir vaga no curso de destino; os cursos de origem e destino deverão ser realizados por programas da FGV vinculados ao FGV Management e às Conveniadas; o aluno deverá ter cursado menos de 70% da carga horária total do curso de origem e o prazo previsto para conclusão do curso deverá ser maior do que seis meses.

    O aluno poderá requerer o aproveitamento dos créditos já cursados, através de um pedido de equivalência de disciplinas.

  • Qual é o tempo máximo para a conclusão do MBA e da pós-graduação?

    Todos os alunos que ingressarem nos programas de MBA e pós-graduação do FGV Management a partir de janeiro de 2010 deverão concluir seus respectivos cursos em, no máximo, 48 meses.

Dúvidas sobre inscrição e processo seletivo

  • Como funciona o processo seletivo para os cursos de MBA?

    O processo seletivo compreende análise curricular e entrevista. E o processo somente terá início mediante o preenchimento da ficha de inscrição e o envio do currículo.

    IMPORTANTE: As informações submetidas pelos candidatos e o resultado do processo seletivo serão mantidas em caráter confidencial e divulgadas apenas aos e-mails cadastrados na inscrição.

    A análise de perfil tem previsão de resposta de até 7 dias úteis. Se aprovado, o próximo passo para conclusão do processo é a entrevista, que será marcada de acordo com a disponibilidade de agenda e por ordem de chegada da inscrição.

  • Como funciona o processo seletivo para os cursos de Pós-Graduação?

    O processo seletivo compreende análise curricular, prova de interpretação de texto e participação obrigatória em palestra. E o processo somente terá início mediante o preenchimento da ficha de inscrição e o envio do currículo.

    O candidato deverá impreterivelmente ter colado grau para iniciar o processo seletivo.

    Prova de interpretação de texto: Para ser aprovado nesta etapa, o candidato precisará obter nota entre os níveis 2 e 6 no teste (Sendo 6 a pontuação de melhor rendimento).

    IMPORTANTE: As informações submetidas pelos candidatos e o resultado do processo seletivo serão mantidas em caráter confidencial e divulgadas apenas aos e-mails cadastrados na inscrição.

    A análise de perfil tem previsão de resposta de até 7 dias úteis. Se aprovado, o próximo passo para conclusão do processo é a realização do teste de interpretação de texto, que será marcado de acordo com a disponibilidade de agenda e por ordem de chegada da inscrição. A palestra explicativa será marcada e informada após o resultado satisfatório no teste.

  • Como funciona o processo seletivo para os cursos de Analista FGV?

    O processo seletivo compreende análise curricular e palestra obrigatória. E o processo somente terá início mediante o preenchimento da ficha de inscrição e o envio do currículo.

    IMPORTANTE: As informações submetidas pelos candidatos e o resultado do processo seletivo serão mantidas em caráter confidencial e divulgadas apenas aos e-mails cadastrados na inscrição.

    A análise de perfil tem previsão de resposta de até 7 dias úteis.

  • Como posso saber se minha inscrição foi confirmada?

    Ao finalizar a inscrição, o candidato receberá uma confirmação por e-mail. Caso não receba, entre em contato pelo número (11) 3799 3455 ou e-mail.

  • Fiz a inscrição e fui aprovado, mas só poderei participar do curso no semestre seguinte. Precisarei fazer a inscrição novamente?

    Não. A aprovação será válida por um ano e caso não seja possível a realização da matrícula neste semestre, poderá fazê-la em outra turma dentro do prazo informado.

Dúvidas sobre pagamento e contrato

  • Como funciona o convênio com empresas?
    • Desconto de 10% sobre o valor total do curso escolhido, mediante apresentação no ato da matrícula de documento original comprobatório do vínculo profissional, servindo, crachá ou declaração assinada pela área de recursos humanos da empresa.
    • Como o valor do curso é majorado mensalmente, esse desconto será aplicado sobre o valor vigente no mês em que o aluno estiver se matriculando, não sendo cumulativo com nenhum outro desconto;
    • Este benefício será renovado se forem encaminhados mais de dez alunos à FGV, caso contrário ele será reavaliado;
    • O desconto não é retroativo para matrículas que tenham ocorrido em data anterior à assinatura do contrato e, portanto, não será concedido desconto nas parcelas vencidas ou a vencer das matrículas efetuadas anteriormente;
    • Está excluído do benefício de desconto, o funcionário que não solicitar o desconto no ato da matrícula, com documento obrigatório.
    • O aluno que não solicitar o desconto no ato da matrícula perderá o direito ao mesmo.
    • Esta parceria será válida apenas para matrículas nos cursos de pós-graduação lato sensu em níveis de especialização (Pós-graduação e MBA), aperfeiçoamento, extensão ou atualização (Analista, PEC, Cademp) desenvolvidos através do FGV IDE Management - São Paulo - SP, Rio de Janeiro e Brasília e nos cursos oferecidos pelo Programa FGV Online, não incluindo conveniadas FGV.
    • A empresa deverá divulgar internamente os cursos oferecidos pela parceria FGV, através de e-mail marketing, folder e intranet.

    Para mais informações, entre em contato através do e-mail parcerias.mgmsp@fgv.br.

  • Como funciona a interrupção da matrícula?

    De acordo com o regulamento dos cursos, o trancamento de disciplinas tem finalidade unicamente acadêmica (notas e faltas), e se for efetuado permanecem válidos todos os compromissos financeiros assumidos pelo aluno em relação ao curso.

    Na falta de quórum na turma escolhida, o candidato poderá participar do processo de seleção para outros cursos disponíveis de seu interesse (que tenham vaga) ou optar pela restituição integral do valor pago, que será feita no prazo de 15 dias úteis, sem correção.

    Para cancelamentos antes do início do curso adotaremos os seguintes critérios:

    • Até 30 dias antes da data de início: devolução de 100% do valor pago;
    • Até 15 dias antes da data de início: será descontado 50% do valor de 1 parcela do plano máximo oferecido;
    • Inferior a 14 dias antes da data de início: será descontada 1 parcela do plano máximo oferecido.

    No caso de o(a) aluno(a) solicitar a desistência/rescisão e, ainda, ter  desembolsado, até aquela oportunidade, um valor maior do que aquele correspondente a carga horária cursada, será devolvida ao(à) aluno(a) a quantia correspondente a diferença entre o total de horas-aula efetivamente pagas e o total de horas-aula disponibilizadas, deduzido deste valor, a título de multa compensatória, a importância equivalente a 20% (vinte por cento) do valor da carga horária restante do curso.

  • A FGV fornece desconto ou bolsa de estudos para os cursos de MBA, Pós-graduação ou PEC?

    Não concedemos bolsas, entretanto oferecemos descontos em três possibilidades:

    •     Ex-alunos;
    •     Matrículas simultâneas de funcionários da mesma empresa;
    •     Funcionários de empresas parceiras.
  • O pagamento do valor integral será feito pela empresa onde trabalho, como devo proceder?

    Na matrícula, o candidato deverá fazer a opção de como e quem fará o pagamento. Para pagamento pela empresa, é necessária uma carta de autorização de faturamento emitida pela empresa. Clique aqui para visualizar o modelo.

    Ao preencher a carta de autorização de faturamento, atente-se ao valor total da tabela vigente. Esta informação pode ser encontrada na página do curso de seu interesse, tópico "Valor do investimento".

Dúvidas sobre cursos

  • Como funciona para ser aluno ouvinte?

    O candidato participa do processo seletivo normalmente, o plano financeiro é o mesmo, eles assiste às aulas, fica isento de provas e trabalhos, e no final do curso recebe um certificado de participação como aluno ouvinte.

                                                                                                                                                                 

Escolas de Administração

Escolas de Direito

Escolas de Economia

Escola de Ciências Sociais e História

Escola de Matemática Aplicada

Educação Executiva Presencial, Customizada e a Distância

Ensino Médio

REGULAÇÃO

Índices

ENERGIA

Projetos e Pesquisas 

 

Publicações

Bibliotecas

Vestibular

Diretoria Internacional

Diretoria de Análise de Políticas Públicas

Centro de Políticas Sociais

                                                                                                                                                70 Anos FGV            FGV Notícias         FGV News